Ligue Agora: (11) 4704-2530

Notícias

Fique por dentro das novidades do setor

Técnico da Mundial Vidros explica como é feito o vidro laminado e multilaminado

O especialista Edson Akio explica como são produzidos os vidros mais resistentes como laminado e multilaminado


Matéria publicada originalmente na Revista Vidro Impresso 

Com a evolução da tecnologia aplicada ao vidro, o mesmo pode substituir cada vez mais os materiais convencionais “opacos”, tais como alvenaria, na construção civil, de forma mais sustentável, agregando à estética dos projetos. Apesar do desenvolvimento da indústria vidreira, que aplica ao vidro tecnologias cada vez mais modernas, ainda há uma resistência à utilização do vidro como elemento estrutural, pois, para alguns mais conservadores, o material é visto como frágil. 


“O vidro, apesar de não ser tão jovem - descoberto há mais de 2.000 anos A.C., ainda é um elemento desconhecido pela maioria dos consumidores, mas, muitos usuários veem  através dele sem perceber a sua existência e, portanto, a sua percepção em relação ao vidro é apenas de algo frágil e cortante. É o ‘paradigma’ a ser vencido”, observa Edson Akio Michida, especialista da Mundial Vidros. 

Alguns tipos de vidros são mais resistentes que outros e são indicados para aplicações em pisos, escadas e piscinas.  O especialista Edson Akio explica como são produzidos os vidros mais resistentes como laminado e multilaminado. 


Vidro laminado

O vidro laminado é um vidro de segurança composto por uma ou mais camadas de vidros, intercalados por um ou mais interlayers, que pode ser Poliuretano, Sentryglas®, EVA ou resinas. “O mais conhecido e utilizada é o PVB (polivinil butiral), um material técnico que possibilita o controle da sua adesão ao vidro através da higroscopia do material, controlando-se a umidade relativa do ar da sala de montagem e finalizado pela autoclavagem”, explica o especialista da Mundial VIdros, Edson Akio Michida, que descreve o processo de produção do vidro laminado. 

Os vidros laminados podem ser planos ou curvos e passam pelo seguinte processo de fabricação: 

 

1- Corte das lâminas e acabamento de bordas 

2- Lavagem das lâminas com água desmineralizada para o controle da adesão e secagem 

3- Se curvo segue para o forno de curvação, se plano para a sala de montagem 

4- montagem (sala limpa) - se for PVB a sala deve estar com o ar desumidificado e temperatura controlada, no caso do Poliuretano ou EVA deve ter a temperatura controlada 

5- Pré-selagem das bordas para eliminação do ar entre as lâminas, através de vácuo por bolsa ou anel de silicone, ou rolos pressores(calandra) 

6- Finalização do conjunto através de temperatura e pressão (positiva ou negativa) 

PVB, Sentryglas® e Poliuretano: Pressão positiva, temperatura e tempo através de autoclavagem 

EVA:  Estufa específica, dotada de sistema dotada de sistema de vácuo, aquecimento e resfriamento 

7- Inspeção final da qualidade conforme norma vigente. 


Multilaminados

Em pisos, escadas, piscinas e demais aplicações que exigem máxima resistência são utilizados vidros multilaminados, feitos com mais de duas chapas de vidro na composição. O vidro multilaminado passa por um processo de beneficiamento que une várias camadas de vidros intercaladas com películas de PVB ou outros materiais.

Os cálculos são baseados na sua dimensão, cargas exercidas e espessura desejada.  Porém, Edson Akio Michida ressalta que nem sempre a espessura ou quantidade de chapas determinam a sua resistência. “A espessura é consequência da sua composição que é determinada pelo tipo de aplicação a que se destina, como por exemplo cargas pontuais, distribuídas, dinâmicas, estáticas, etc. Sua composição varia de acordo com cada utilização. Outros materiais podem ser agregados, como polímeros e ionômeros, que auxiliam na redução da espessura e peso da composição”.

A Mundial Vidros fabrica o vidro laminado e multilaminado. Fale já com nossos vendedores para mais informações.